domingo, 23 de dezembro de 2012

Boas Festas


Desejo a todos um ótimo Natal e que a virada do ano seja de muita PAZ e SAÚDE. É o que nós e o mundo precisamos: de muita paz e saúde. 

Que nossa estrela continue sempre brilhando e nos guiando nessa viagem de 365 dias que em breve se iniciará. Como fez com Balthazar, Gaspar e Belchior, mostrando-lhes o caminho a seguir, nos guie principalmente nos dias de tempestade, que naturalmente surgirão, e nos ilumine plenamente nas alegrias, que com toda a certeza brotarão pelo caminho do Criador. 

Que em 2013 sejam reduzidas as discórdias, os preconceitos e diferenças e que sejam valorizados o amor, o companheirismo, a amizade, o carinho, a solidariedade, a honestidade, a verdade, a gentileza, a união... o abraço... o aperto de mão... o sorriso...

Renovemos a Esperança em um mundo melhor e mais saboroso.

Boas Festas!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Quais são as Ervas da Provence?


As colinas do sul da França são pródigas em ervas aromáticas e elas marcam forte presença na cozinha da região, conhecida como Provence. O toque do louro, do manjericão, do tomilho, do alecrim, da salsa, do orégano, da segurelha, do estragão, da menta e da manjerona, entre outras, sempre seduziu os visitantes do lugar, que se acostumaram a voltar para casa com mudas daquelas plantas especiais. Mas nem todos os climas as recebem bem e, por isso, alguém teve a idéia de secá-las e industrializá-las para agradar aos turistas. As chamadas ervas de Provence só passaram a ser vendidas em conjunto, desidratadas e com este nome a partir dos anos 1970. E são conhecidas assim principalmente fora da França. Como acontece com as massalas indianas, para as quais cada cozinheiro tem sua fórmula, não há uma receita padronizada para o mix francês. Tradicionalmente, inclui manjericão, louro, manjerona, alecrim, segurelha e tomilho. Raspas de casca de laranja às vezes são adicionadas, assim como lavanda. De modo geral, a combinação resulta em sabor relativamente adocicado, picante e mentolado. Muito usada para temperar peixes, carnes e vegetais, a mistura geralmente é adicionada durante o cozimento, pois é a melhor maneira de capturar o seu sabor. Pode também temperar azeites, que ficam ótimos em pratos típicos da região mediterrânea ou simplesmente regados sobre frango e peixe grelhados, acompanhados de tomate, batata e azeitonas. O conjunto de ervas faz ótimo efeito, ainda, em molhos para pizza, sopas, omeletes, legumes refogados, carnes de caça e espetos de carne ou frango. Embora seu uso mais interessante seja nos pratos quentes, nada impede que entre em temperos para salada e seja polvilhado sobre queijos.

É bom para estimular o apetite e substituir o sal na alimentação de hipertensos, já que seu aroma pronunciado engana o paladar, escamoteando um pouco a ausência do sabor salgado.
Ervas de Provence são vendidas em supermercados e em lojas de temperos, quase sempre embaladas em vidros ou em sacos plásticos. Veja se estão bem secas e soltas, com coloração verde-oliva. Evite se as folhas estiverem muito desbotadas ou escuras demais ou, ainda, se notar presença de umidade e mofo. Marcas importadas podem trazer as ervas embaladas em potes de cerâmica que, além de charmosos, são mais eficazes para protegê-las da perda de aroma. Se não encontrar o mix pronto, compre ervas secas de boa qualidade e faça a mistura em casa. Guarde em vidro escuro bem tampado e longe da luz.

Como se prepara? Não há fórmula única para combinar as ervas, mas você pode misturar folhas secas e esmigalhadas nesta proporção: 2 col. (sopa) de manjericão, 1 col. (sopa) de manjerona, 1/2 col. (sopa) de alecrim, 1 col. (sopa) de segurelha, 2 col. (sopa) de tomilho, 1 col. (sopa) de flores de lavanda e 1 folha de louro. Use 1 col. (chá) para temperar 4 porções de legumes. Para filés bovinos, de carneiro ou vitela, besunte-os com azeite, tempere com sal e pimentado- reino e pressione um pouco das ervas na superfície. Grelhe rapidamente, remova as ervas e termine de assar no forno. Em churrascos, jogue duas pitadas sobre o carvão.

Fonte: Revista Caras, 02/11/07 - Edição 730 - Ano 14
Imagem: colhida na internet

domingo, 9 de dezembro de 2012

Aniversário do Blog


Hoje é o aniversário de 1 ano do blog Sabores de Paulinho e quero agradecer aos mais de 11.000 acessos neste período. Tivemos acessos até no Japão e na Turquia, além de Portugal, Estados Unidos, Suíça, Reino Unido, Itália, entre outros.
Comemoro com todos vocês pois devo este sucesso à força e ao incentivo que sempre me transmitem.
Feliz Aniversário para todos nós!
E que tenhamos forças para muitos anos mais.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Os benefícios do salmão

Já que o salmão é muito  gostoso e saudável, transcrevo aqui uma reportagem da Revista Época de alguns anos atrás.


Comidas medicinais
O salmão se incorpora ao menu de alimentos com ação terapêutica recomendados pelos médicos
por Alexandre Mansur

Que existem alimentos capazes de prevenir doenças, todos já sabiam. Mas um deles está conquistando um espaço inédito em cardápios de restaurantes e receituários de médicos. Trata-se do salmão, peixe que funciona como poderoso protetor do coração. Ele é rico numa substância que há tempos chama a atenção dos pesquisadores, os ácidos graxos ômega-3. Presentes em pescados de águas geladas, como o salmão, o atum, a truta e a sardinha, há pelo menos 15 anos sabe-se que os ácidos ômega-3 evitam a formação das placas que obstruem as artérias – mas existiam apenas evidências indiretas desse efeito. A principal era a saúde dos esquimós, povo que habita geleiras do Ártico e se alimenta à base de peixes ricos nessa substância. Mesmo obesos, eles quase não sofrem de doenças cardíacas.

Uma coleção de novas pesquisas trouxe comprovação científica ao que era apenas sugerido. Descobriu-se, por exemplo, que peixes da linhagem do salmão fazem bem às mulheres, conforme estudo pioneiro divulgado na semana passada pela Escola de Saúde Pública de Harvard. Os pesquisadores acompanharam 85 mil enfermeiras por 16 anos. As mortes por problemas cardíacos foram 45% menos freqüentes entre as que comiam o pescado cinco vezes por semana em comparação com o grupo que raramente o ingeria.

Outro estudo, divulgado na última edição do New England Journal of Medicine, comparou as taxas de ômega-3 no sangue de médicos que morreram de enfarte com os dados de um grupo saudável. Constatou-se que o risco de um ataque cardíaco é 81% menor entre as pessoas que têm mais ômega-3 na circulação. “Quanto mais ômega-3, menor o risco”, resume a cardiologista Christine Albert, do Hospital Geral de Massachusetts.

Além dos benefícios à saúde, a cor atraente e o sabor especial do salmão estimularam o consumidor brasileiro nos últimos tempos. “Não dá para tirá-lo do cardápio. Se o peixe não estiver em nenhum prato principal, você tem de oferecer alguma opção de entrada com ele”, diz Alice de Castro, dona do restaurante que leva seu nome, em Brasília . “A gente ouve cada vez mais dos médicos e clientes que o salmão é uma carne saudável.” O pescado, que era uma iguaria exótica há cerca de dez anos, incorporou-se aos hábitos da população. “Como era caro, chegou a ser tão exclusivo quanto o caviar e o foie gras”, lembra Alex Atala, dos restaurantes D.O.M. e Namesa, de São Paulo. Os criadouros chilenos aumentaram a oferta do peixe e derrubaram seu preço no Brasil.

Pesquisadores tentam descobrir a quantidade ideal que se deve comer de salmão. Hoje, para aproveitar os benefícios do ômega-3, aconselha-se o consumo diário de 180 gramas. “Oferecemos opções de receitas aos pacientes que tiveram câncer ou problema cardíaco”, diz Ana Lúcia Rodrigues, do Hospital Sírio Libanês de São Paulo.

O alimento terapêutico não torna dispensável a dieta balanceada. Os médicos continuam recomendando a combinação de grãos e cereais integrais com carnes magras, pouca fritura e doses generosas de frutas e hortaliças. “Recente mesmo é a constatação de que alguns alimentos são mais poderosos que outros”, diz Josefina Monteiro, da Universidade Federal de Viçosa. O salmão é o eleito do momento, mas o tomate, a aveia, o brócolis também tiveram as propriedades comprovadas.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

As propriedades da Couve


A couve já era usada como alimento na época greco-romana, e foram os gregos que descobriram suas propriedades medicinais. A couve é rica em vitamina A (muito boa para a visão e para a pele), vitamina C, K e algumas do complexo B. Também é rica em cálcio e dizem que vale tanto quanto o leite, fósforo e ferro, que são importantes para a formação e manutenção dos ossos e dentes. Além disso, contém bastante fibras, auxiliando no funcionamento do intestino. Há algumas décadas, descobriu-se que a couve tem ação anti-câncer. Atualmente, a couve comum ou couve-manteiga é uma das hortaliças mais populares.

Aí vai uma receitinha que peguei no blog Mix Recipe e que ficou muito gostosa:
Couve refogada


10 folhas de couve
1 tablete de caldo de carne
30 g de bacon
1/2 cebola 
2 dentes de alho
Azeite a gosto

Lave bem as folhas de couve. Corte os talos. Aqueça bem uma caçarola e frite com azeite a cebola, o bacon, o caldo de carne e os dentes de alho. Jogue a couve picada em fatias bem fininhas e refogue para que fique bem macia.

PS.: eu substituí o caldo de carne por um sachê de tempero Nordeste que é levemente picante e no lugar do bacon, que eu não tinha em casa, usei linguiça calabresa picadinha.




terça-feira, 9 de outubro de 2012

Frango ao curry com mussarela, milho e alho poró


Ingredientes:
- pedaços de frango (de preferência contra-coxa);
- 1 lata de milho;
- mussarela suficiente para cobrir os pedaços de frango;
- um pouco de alho poró picado;
- 2 colheres de sopa de maionese
- curry.

Modo de fazer:
Em uma panela com um pouco de água cozinhe os pedaços de frango com o curry, sal e temperos a gosto.
Em outra panela misture o milho, o alho poró, a maionese e um pouco de água e mexa até ferver. Reserve.
Quando o frango estiver cozido, coloque os pedaços em uma assadeira, cubra com a mussarela e despeje a mistura com o milho. Leve ao forno para derreter a mussarela. Se o seu forno tiver grill melhor ainda pois doura rapidinho a mussarela.
Para acompanhar, um arroz branco e uma saladinha de folhas. 
Bom apetite!

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Pãezinhos Recheados


Não resisti e resolvi compartilhar estes pãezinhos que vi no Facebook... Huuummm...

Pãezinhos Recheados

Preparo:
- Corte os pães e coloque o recheio de sua preferência.
- Leve ao forno de 10 a 12 minutos.
- Se optar por colocar os ovos, deixe no forno até 20 minutos.

sábado, 15 de setembro de 2012

Salada de Grão de Bico


Ingredientes:
- 500 gr de grão de bico;
- 1 cenoura picada
- 1 cebola picada;
- alho picado a gosto;
- linguiça picada a gosto;
- 1 pimentão verde picado;
- cheiro verde picado a gosto.

Cozinhe o grão de bico na água e sal. Eu deixei ele de molho na água de véspera para cozinhar mais rápido. Não deixe cozinhar demais para não desmanchar. Cozinhe a cenoura da mesma forma. Em uma panela com azeite refogue rapidinho a cebola, o alho e a linguiça.
Deixe tudo esfriar, misture tudo e junte o cheiro verde e o pimentão. Regue com azeite e sirva.
Eu usei o que tinha em casa e você pode fazer o mesmo. Por exemplo, substituir a linguiça por presunto ou peito de frango, ou até atum. Pode colocar azeitonas pretas, alho poró, etc. Crie!

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

A Alface e suas propriedades


A Alface é perfeita para emagrecer, mas ao mesmo tempo fica deliciosa em uma salada e para completar têm propriedades e benefícios nutricionais muito grandes. De modo que incorporá-la na dieta é quase uma obrigação.
É rica em betacaroteno, pectina, fibra, lactucina e uma grande variedade de vitaminas como, A, E, C, B1, B2 e B3. Também possui cálcio, magnésio, potássio e sódio.
- Como é um vegetal que se come cru, não sofre o processo de cozimento que lhe tiraria propriedades.
- Contém uma boa quantidade de ferro, o que ajuda a combater a anemia.
- Recomenda-se consumi-la também quando se sofre de estados gripe os resfriados, já que fortalece as vias respiratórias.
- Tem propriedades analgésicas e acalma dores musculares.
- Tem antioxidantes o que contribui a diminuir o envelhecimento celular, melhora os níveis de colesterol e ajuda à circulação.
- É ideal para as pessoas diabéticas já que regula os níveis de açúcar no sangue.
- Além de ter propriedades digestivas, combate problemas de flatulências, já que atua como um agente desinflamante muito efetivo em casos de inflamação abdominal.
- É de grande ajuda em casos de retenção de líquidos e cálculos renais.

A alface é econômica e fácil de combinar para fazer pratos com poucas calorias. De modo que pode incorporá-la a sua dieta para a hora do jantar, quando menos calorias se devem consumir.
Valores nutricionais da alface
100 gramas de alface contribuem:
*Quilocalorias: 10
*Carboidratos: 0,9
*Proteínas: 1,3
*Gorduras totais: 0,2
*Fibra: 1,5
*Colesterol (mg): 0
*Vitaminas: (A, [retinol]: 150 / B1, [tiamina]: 0,06 / B2, [riboflavina]: 0,06 / B3, [niacina]: 0,4 / B6, [piridoxina]: 0,06 / C: 10 / E: 0,4).
*Minerais: (Sódio: 10 / Potássio: 224 / Cálcio: 37 / Fósforo: 31 / Magnésio: 11 / Ferro: 1 / Flúor: 0,03).

Fonte: http://www.vivendosaudavel.com/os-beneficios-da-alface/

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Os Benefícios do Tomate



Estimula as enzimas, previne a coagulação sanguínea, anticancerígeno porque inibe as enzimas responsáveis pela metástase das células cancerígenas.
Como possui ferro previne e cura anemia, fraqueza, palidez, o fósforo contido aumenta a resistência física.
Age sobre os ossos, distúrbios nervosos, stress e problemas de obesidade, além de fortalecer o cérebro auxiliando no aprendizado.
O magnésio protege contra doenças cardiovasculares, hipertensão, nervosismo, tensão pré-menstrual, problemas da próstata, combate depressão e tremores, enquanto que o potássio, age também contra fraqueza em geral, arritmia e também pressão alta.
A vitamina B2 (riboflavina) protege contra distúrbios nos olhos, distúrbios digestivos, ferimentos na boca apresenta ainda outros benefícios provenientes da vitamina C que aumenta a imunidade contra resfriados e outras infecções inclusive AIDS.
O tomate pode ser consumido cru, cozido ou em molhos que não perde suas propriedades, evite o consumo de tomates verdes pois é contra indicado para os rins e sempre que possível também os molhos e extratos industrializados por conterem químicas que não são saudáveis. 

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Bolinho de Arroz com Queijo Minas e Alho Poró

Sobrou arroz da véspera? Faça um bolinho maluquinho de arroz misturando o que tiver a mão.
Nestes eu usei os seguintes ingredientes:
- arroz que sobrou de ontem;
- 3 ovos;
- 3 colheres de sopa de amido de milho (maizena);
- 1 colher de sopa de aveia fina;
- 4 fatias de queijo minas amassadas com um garfo;
- 1 sachê de tempero pronto;
- alho poró a gosto;
- leite, adicionado aos poucos para não ficar muito mole.

Misture bem todos os ingredientes em um recipiente enquanto aquece uma frigideira com óleo (eu uso azeite que é mais saudável). Quando o azeite estiver bem quente vá colocando, com uma colher de sopa, a mistura do arroz. Cada colher é um bolinho. Não coloque muitos para não correr o risco de se juntarem e virar um bolão de arroz. Vá virando o bolinho para dourar dos dois lados. Quando estiver moreninho retire e coloque em um prato com papel toalha para absorver o excesso de gordura.
Sirva com uma saladinha e bom apetite.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Um prático Farfalle com atum e coentro


Ingredientes:
500 gr de massa tipo farfalle ou gravatinha/borboleta;
1 caixa de molho de tomate pronto,
1 lata de atum (eu prefiro o sólido e não o moído)
1 sachê de tempero pronto daquele levemente apimentado se quiser realçar mais o sabor;
raminhos de coentro picados.
Em uma panela, ferva 2 litros de água, um pouco de sal e azeite. Coloque a massa na água fervente por uns 10 minutos ou como indica a embalagem do produto.
Em outra panela misture o molho de tomate, a lata de atum, o tempero e o coentro picado. Mexa bem até ferver e reserve.
Depois da massa pronta cubra-a com o molho.
É fácil, rápido e saboroso. Hummm...

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Come-se até a xícara!!!


Vi esta foto no Facebook e me deu uma vontade de tomar este cafezinho e comer esta xícara... huumm...
Sendo assim, fui pesquisar no Google e descobri que esta é uma ideia fantástica do designer venezuelano Enrique Luis Sardi para uma rede de cafeteria italiana. A xícara é feita de uma massa especial de biscoito e recebe em seu interior uma película de glacê de açúcar que isola e é hidrorepelente, ou seja com o Cookie Cup, você primeiro bebe o seu café e depois come a sua xícara. Uma delícia de ideia, não?!
E isto fica ainda melhor por não ter louça para lavar, como disse minha amiga Augusta.

terça-feira, 10 de julho de 2012

Dia da Pizza, a receita que é unanimidade nacional!

 Por: Lays Guerrero

No dia 10 de julho é comemorado o Dia da Pizza, uma das receitas preferidas dos brasileiros e de muita gente ao redor do mundo. Provavelmente a data de hoje será usada como motivo para ir até uma pizzaria ou para explicar o motivo de sair da dieta em uma terça-feira. Mas vamos ser sinceros, qualquer dia é dia para saborear um bom pedaço de pizza, não?

Como surgiu: Muita gente acha que a pizza é uma invenção dos italianos, pois não é. A história diz que a primeira pizza surgiu há mais de seis mil anos e era apenas uma fina camada de massa conhecida como ‘pão de Abrahão’, que os hebreus e egípcios consumiam.

A pizza como conhecemos hoje só surgiu quando os napolitanos introduziram o molho de tomate a receita, que era alimento de pessoas humildes do sul da região de Nápoles, na Itália, considerada o berço da pizza. Servida com ingredientes baratos, matava a fome da população.

Antigamente, as pessoas preparavam as pizzas e vendiam nas portas das casas. Com o tempo a receita foi evoluindo, os restaurantes começaram a surgiu até migrar para as pizzarias que conhecemos hoje. Dizem que a primeira pizzaria que se tem notícia se chamava Port’Alba, em 1830, e era ponto de encontro de artistas famosos da época.


No Brasil, a pizza chegou junto com os imigrantes italianos, por volta de 1930. Até os anos 50 era facilmente encontrada nos bairros dominados pelos colonos italianos, tornando-se com o tempo parte da cultura do país. Em1985, passou-se a comemorar o dia da pizza aos 10 de julho.

Na capital paulista, o bairro do Brás é conhecido por ter as mais tradicionais pizzarias e é onde as primeiras pizzas começaram a ser comercializadas no Brasil.


Fama: A pizza se tornou popular no mundo por conta dos americanos. Eles que fizeram o marketing para que a receita se tornasse popular em todo canto do planeta depois da Segunda Guerra Mundial.

Sabores: Os mais tradicionais, segundo a tradição italiana, são as de muçarela, marguerita e anchovas. Mas com o tempo e, principalmente, a criatividade dos brasileiros, os sabores foram multiplicando e hoje é possível achar pizzas de todos os tipos, como as doces de chocolate, morango, com sorvete, até adaptações de sabores populares como de strogonoff de carne e frango com catupiry. Mas as preferidas do povo e as mais pedidas nas pizzarias de todo o Brasil são as tradicionais.


Fonte: http://www.agoravale.com.br/canal/materia.asp?n=gastronomia&cod=8&id=38534

domingo, 1 de julho de 2012

Arroz de brócolis com peixe


Ingredientes:
Arroz, brócolis, um sachê de tempero pronto, azeite, pedaços de peixe de sua preferência (se for bacalhau é melhor dessalgar antes) e azeitonas pretas.

Em uma panela refogue um pouco de brócolis com azeite, depois acrescente o arroz e um sachê de tempero pronto. Mexa bem até ficar douradinho. Acrescente a água de acordo com a quantidade de arroz utilizada. (Eu uso para cada xícara de arroz, 2 xícaras de água.) Deixe cozinhar e quando já estiver quase seco acrescente os pedaços de peixe. Quando o arroz estiver seco acrescente as azeitonas pretas. Sirva regado com bastante azeite.

domingo, 17 de junho de 2012

Receita de hoje: Família

Trechos do livro "O Arroz de Palma" de Francisco Azevedo.
 
"Família é prato difícil de preparar. São muitos ingredientes. Reunir todos é um problema... Não é para qualquer um. Os truques, os segredos, o imprevisível. Às vezes, dá até vontade de desistir... Mas a vida... sempre arruma um jeito de nos entusiasmar e abrir o apetite. O tempo põe a mesa, determina o número de cadeiras e os lugares. Súbito, feito milagre, a família está servida. Fulana sai a mais inteligente de todas. Beltrano veio no ponto, é o mais brincalhão e comunicativo, unanimidade. Sicrano, quem diria? Solou, endureceu, murchou antes do tempo. Este é o mais gordo, generoso, farto, abundante. Aquele, o que surpreendeu e foi morar longe. Ela, a mais apaixonada. A outra, a mais consistente... Já estão aí? Todos? Ótimo. Agora, ponha o avental, pegue a tábua, a faca mais afiada e tome alguns cuidados. Logo, logo, você também estará cheirando a alho e cebola. Não se envergonhe de chorar. Família é prato que emociona. E a gente chora mesmo. De alegria, de raiva ou de tristeza. Primeiro cuidado: temperos exóticos alteram o sabor do parentesco. Mas, se misturadas com delicadeza, estas especiarias, que quase sempre vêm da África e do Oriente e nos parecem estranhas ao paladar tornam a família muito mais colorida, interessante e saborosa. Atenção também com os pesos e as medidas. Uma pitada a mais disso ou daquilo e, pronto: é um verdadeiro desastre. Família é prato extremamente sensível. Tudo tem de ser muito bem pesado, muito bem medido. Outra coisa: é preciso ter boa mão, ser profissional. Principalmente na hora que se decide meter a colher. Saber meter a colher é verdadeira arte. Uma grande amiga minha desandou a receita de toda a família, só porque meteu a colher na hora errada. O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita. Bobagem. Tudo ilusão. Não existe Família à Oswaldo Aranha; Família à Rossini, Família à Belle Manière; Família ao Molho Pardo (em que o sangue é fundamental para o preparo da iguaria). Família é afinidade, é à Moda da Casa. E cada casa gosta de preparar a família a seu jeito. Há famílias doces. Outras, meio amargas. Outras apimentadíssimas. Há também as que não têm gosto de nada, seria assim um tipo de Família Dieta, que você suporta só para manter a linha. Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo. Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir. Enfim, receita de família não se copia, se inventa. A gente vai aprendendo aos poucos, improvisando e transmitindo o que sabe no dia a dia. A gente cata um registro ali, de alguém que sabe e conta, e outro aqui, que ficou no pedaço de papel. Muita coisa se perde na lembrança. Principalmente na cabeça de um velho já meio caduco como eu. O que este veterano cozinheiro pode dizer é que, por mais sem graça, por pior que seja o paladar, família é prato que você tem que experimentar e comer. Se puder saborear, saboreie. Não ligue para etiquetas. Passe o pão naquele molhinho que ficou na porcelana, na louça, no alumínio ou no barro.
Aproveite ao máximo. Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete."

Imagem: GettyImages

terça-feira, 12 de junho de 2012

Conchiglione de Queijo Gruyere e Damasco Seco ao Molho de espinafre

Esta receita não é minha é de uma chef profissional. Qualquer dia vou experimentar fazer. Com certeza é uma delícia e achei legal compartilhá-la com os amigos. Assistam.



Todo sabor da massa seca, recheada e fresquinha à sua mesa. Em uma receita especial, a Chef Erica Barioni prepara com requinte e agilidade um Conchiglione recheado de queijo gruyere e damasco seco ao molho de espinafre. Não perca tempo!!!

sábado, 9 de junho de 2012

Omelete de queijo minas


Ingredientes:
3 ovos;
3 fatias grossas de queijo minas;
1 xícara de leite;
2 colheres de sopa de maizena;
1 sachê de tempero pronto (sabor que você preferir)

Bata tudo no liquidificador. Em uma frigideira antiaderente aqueça um pouco de azeite, vá despejando a mistura com concha. Dependendo da quantidade, fica mais grossa ou mais fina. Abaixe o fogo e tampe por alguns minutos. Quando a mistura se tornar consistente devido a maizena, vire-a com uma espátula para dourar o outro lado. Tampe por mais uns minutinhos e depois sirva.
Jogue por cima folhas frescas do que você gostar, pode ser, cheiro verde, manjericão, hortelã.
Rende uma cinco omeletes.

terça-feira, 5 de junho de 2012

Repolho roxo com maçã


Numa panela derreta 1 colher (sopa) de margarina, junte um tablete de caldo de carne esfarelado, 1 cebola picada, 1 repolho roxo cortado fininho, 2 maçãs cortadas em cubos, 1 colher (sopa) de vinagre branco, 1 colher (sobremesa) de açúcar e pimenta do reino a gosto.
Tampe e deixe cozinhar em fogo baixo por 30 minutos. Sirva acompanhando carnes.

terça-feira, 1 de maio de 2012

Creme de aspargos com alho poró e peito de peru


Nesse friozinho vai bem uma sopinha quente, principalmente à noite. 
Fica aqui a dica: Creme de aspargos com alho poró e peito de peru. 
Fiz assim: 
2 copos de leite,
2 copos de água,
um pouco de alho poró picado,
umas fatias de peito de peru picado,
um pacote de sopa creme de aspargos.
Misture tudo frio e ponha para cozinhar sempre mexendo até engrossar.
Sirva em tigelinhas e se preferir cubra com um fio de azeite.


segunda-feira, 30 de abril de 2012

Sabor Medieval



Fundada em 1725, a Casa Botín carrega um título nobre e único: o de restaurante mais antigo do mundo. Com registro no Guinness Book, a taberna charmosa e acolhedora está situada em Madri, na Espanha, e é frequentada por personalidades ilustres desde o século XVIII. Sua fachada simples torna o lugar mais interessante, ficando bem longe do estereótipo de renomado restaurante luxuoso.
Foi nesse cenário que o escritor norte-americano Ernest Hemingway ambientou seu best seller Death in the Afternoon, declarando estar em um dos melhores restaurantes do mundo. "Hemingway era amigo da família e sempre estava aqui com os toureiros espanhóis. Foi nestas mesas que ele terminou esse livro", conta o proprietário, Carlos González.
Ava Gardner, Marcelo Mastroiani, Jack Nicholson, Woody Allen e Antônio Banderas são alguns dos nomes que já provaram a especialidade da casa: cochinillo (porco) e cordeiro, ambos assados no forno a lenha. Para completar, Penélope Cruz elegeu o restaurante como o seu favorito na capital espanhola.
No Botín, a hospitalidade é palavra de ordem e, segundo González, político, celebridade e turista são atendidos com o mesmo carinho. Como não conhecê-lo em sua próxima viagem à Espanha?
Mais informações em www.botin.es 

Fonte: Revista bt Experience - mar/abr/mai 2012

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Benefícios do Tremoço


Eu conheço tremoços desde a minha infância. Meus pais sempre tinham na geladeira para um aperitivo e contavam sobre a lenda que os envolvia. Diziam que quando a Sagrada Família fugia para o Egito, passaram por um campo de tremoços. Enquanto atravessavam o tremoçal as vagens faziam barulho e com isso poderiam ser delatados. A Virgem Maria então, amaldiçoou os tremoços dizendo que nunca matariam a fome de ninguém. Por isso dizem que a gente come sem parar...
Tirando as lendas, vamos ao que importa. O tremoço é uma leguminosa da família das ervilhas e favas. É tóxico quando colhido ainda em grão seco. Só depois de cozido e demolhado em água e sal, se torna comestível. Na Antiguidade era um alimento básico. Pelas pesquisas, dizem que é mais nutritivo que a carne ou o leite, mas que não os substitui. O tremoço é rico em proteínas, cálcio, fósforo, potássio, vitaminas do complexo B e E, além de ferro, fibras ômega 3 e 6. Devido à isso, é excelente para os ossos, contribui para o funcionamento do intestino, ajuda a controlar a taxa de açúcar e de colesterol. Suas propriedades emolientes, diuréticas e cicatrizantes beneficiam a renovação celular.
Sendo assim, vamos petiscar...


Imagem: google

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Os benefícios da azeitona

"A azeitona é um fruto produzido pela árvore conhecida como oliveira. Sua cor pode variar, podendo ser verde, preta ou rosada. Além de ser consumida ao natural é utilizada para a produção do azeite de oliva. A azeitona possui um óleo que é rico em ácidos graxos insaturados, excelente para aumentar o bom colesterol no organismo. É um alimento muito calórico, sendo que 100 gramas de azeitona possui, em média, cerca de 145 calorias. A azeitona possui as seguintes vitaminas: A, C, B1 e B2. Possui também sais minerais, tais como, fósforo, potássio, sódio e silício. Os tipos mais consumidos no Brasil são: azeitona preta, azeitona portuguesa, azeitona verde e azeitona chilena. É muito utilizada em diversos pratos da culinária, principalmente, dos países mediterrâneos (Portugal, Espanha e Itália)."

Eu uso muito em saladas, peixes assados e pura com um pãozinho... huummm... é uma delícia.

Imagem: GettyImages

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Feliz Páscoa


FELIZ PÁSCOA!
 
Que recebam deste dia o melhor 
do que ele possa significar para cada um.
 
Cristo há muito já nos convidava para uma mudança contínua em busca de paz, harmonia, união e fraternidade.
                 
Afinal, a vida é breve, e morrer e ressuscitar é
também o significado para mudar, crescer, para valorizar o que é realmente
 importante.
 
Que a Luz seja nossa companheira,
renovando a vida por onde passamos!
 
Abraços cheios de luz.

Fonte: Mensagem divulgada pela Internet.
Imagem: GettyImages

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Filé de peixe assado


Dizem que o costume de comer peixe na 6ª feira santa está associado ao fato de Jesus ter repartido este alimento entre o povo com fome. Aprendi com meus pais a seguir esta tradição, que continuo até hoje, pois sempre achei muito bonita aquela história da multiplicação dos peixes e do pão.
Sendo assim aqui vai uma receitinha de peixe para amanhã.

Ingredientes:
- filé de peixe (de sua preferência, cação, panga, etc);
- tomate cortado em rodelas;
- batata cortadas com casca;
- cheiro verde picadinho a gosto;
- alho torradinho (pode ser aquele comprado pronto);
- sachê de tempero pronto (prefiro o sabor nordeste pois é levemente picante)
- azeite

Modo de fazer: 
Sempre dou uma aferventada no peixe para poder aproveitar a água e fazer um pirãozinho que é muito bom para acompanhar o peixe. Depois coloco os filés em uma assadeira untada com azeite. Coloco as rodelas de tomate, o cheiro verde, o tempero pronto, o alho torradinho e as batatas que já foram previamente cozidas com casca. Rego tudo com azeite extra-virgem e levo ao forno por mais ou menos trinta minutos ou até começar a ficar tostadinho por cima. Mas fique de olho para não secar demais e grudar tudo no tabuleiro pois o peixe vai se desmantelar.
Nesta sexta-feira santa, vamos saborear um peixinho mas vamos também meditar sobre o mundo, a paz e o amor ao próximo.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Inhame com agrião e linguiça

Dizem que o inhame é o alimento medicinal mais eficaz pois limpa o sangue eliminando suas impurezas. Sendo assim aqui vai uma receitinha que fiz e ficou muito gostosa. A quantidade dos ingredientes fica a gosto de cada um e da quantidade de pessoas.


Ingredientes:
- Inhame descascado, lavado e cortado aos pedaços;
- Agrião, lavado e cortado;
- Linguiça cortada;
- 2 sachês de tempero pronto (sabor nordeste que é levemente picante);
- Azeite


Numa panela, refogue a linguiça no azeite e depois acrescente o inhame, o agrião, o tempero e acrescente um pouco de água para cozinhar. Mexa de vez em quando. O inhame vai cozinhando e o molho vai ficando cremoso. Vá provando um pedacinho do inhame, se estiver macio, está pronto.
Se quiser, sirva com um arroz branco.



domingo, 25 de março de 2012

Um estudo feito recentemente em Portugal provou que comer sardinha regularmente reduz o risco de problemas cardiovasculares.


A temperatura das correntes, a localização geográfica, a mistura de espécies. As explicações são muitas. Mas para os portugueses é certo: nas águas de Portugal vivem os melhores peixes do mundo.
“A melhor sardinha do mundo é a sardinha portuguesa”, garante Deolinda Carlinhos.

Na Vila de Nazaré, a vida segue com o ritmo das ondas. O aroma de uma boa comida nos atrai para os becos e ruelas da pequena vila. É onde encontramos Dona Maria do Rosário. É com essa viúva de pescador que vamos descobrir se a sardinha portuguesa é mesmo tão especial.
A sardinha vai ser feita à moda de Nazaré, na porta de casa. Lá dentro, encontramos o único lugar do mundo maior do que coração de mãe: coração de avó! Onde hoje estão as fotos de dez netos e três bisnetos, Dona Maria criou uma família inteira.
A cozinha o quarto e a sala ficam todos no mesmo ambiente. “A casa era pequena, a sala é que era grande, porque vínhamos pra rua”, explica o mestre de barco Joaquim Zarro, filho de dona Maria.

E mesmo nos tempos difíceis, o mar sempre tinha um tesouro guardado: peixe, aqui nunca faltou. Joaquim conta que foi criado com muita sardinha. “Muita sardinha, muito carapau, muito peixe. O peixe faz bem à saúde e a gente comia muito peixe, era o que havia”, lembra.
Enquanto a vizinhança também prepara o almoço, a sardinha vai para brasa. dona Maria explica que a sardinha fica no sal durante cinco minutos.
A sardinha gorda é a melhor que tem pra saúde. O óleo do peixe escorre, e o cheiro acorda o estômago! “A comida da mãe é sempre mais saborosa”, garante Joaquim antes de provar a sardinha!
E para ficar ainda melhor, não pode ter vergonha. Tem que lambuzar a mão mesmo.
O repórter pergunta como se deve comer a sardinha, se tem alguma prática tradicional.
“Eu agarro na broa, tiro um bocado, ponho com broa e como. Depois viro. Não precisa de prato, não precisa de nada. Depois bebe-se uma pinguinha, não muito”, sugere dona Maria.

O que a dona Maria chama de pinguinha, na verdade é o vinho tinto, a bebida certa pra acompanhar a sardinha na brasa.
Repórter: Posso pegar também?
Dona Maria: Pode, pode.
Repórter: Vamos ver se eu aprendi: não se come a pele, né, Dona Maria?
Dona Maria: Não come a pele.
Joaquim: Mas se quiseres comer a pele, não faz mal. O melhor da sardinha é quando está a comer a sardinha no pão, é que normalmente o óleo da sardinha fica no pão. Então, a melhor parte de comer é que nós deixamos sempre para o resto. É o óleo que sai da sardinha e fica no pão.
Repórter: E a broa que era sequinha fica agora molhada com a gordura da sardinha. Está uma delícia!

A gordura que pinga no pão, faz bem para o coração! O professor da Universidade do Porto diz que tem época certa para comer sardinha fresca. Entre os meses de junho e dezembro, ela está mais gorda, mais carregada de ômega 3. Essa é a tal gordura do bem que ajuda o nosso sistema cardiovascular a trabalhar melhor.
Mas é quando se fala em cálcio, que os outros peixes até ficam com inveja da sardinha. E principalmente do apelido que ela tem: alimento-medicamento.
“Porque tem uma quantidade fantástica de cálcio. Tem mais cálcio do que o leite”, afirma Pedro Carvalho. “Digamos que se ela for em conserva, durante a conserva muita quantidade de cálcio que está na espinha da sardinha depois passa para a carne da sardinha e fica uma excelente fonte de cálcio, ainda mais rica que a sardinha em natureza, que a sardinha fresca”, garante.
A sardinha em conserva, em lata, tem muito mais cálcio. Ou seja, é melhor pensar duas vezes antes de jogar a espinha da sardinha no lixo.
A pesquisadora Narcisa Bandarra diz que a sardinha em lata é uma boa opção de conserva para quem não pode consumir sardinha fresca. “A lata mantém todas as propriedades. Por vezes há a idéia, quando se fala em conservas, que haja a adição de conservantes. Não, é um produto natural. No fundo a sardinha é cozida e se mantém ali. Daquela forma conseguimos prolongar o seu tempo de duração”, explica.
A doutora Narcisa Bandarra pesquisa os benefícios que o consumo regular de peixe pode trazer para a nossa saúde. Ela coordena os estudos feitos pelo Ipimar - o Instituto de Investigação das Pescas e do Mar de Portugal.
Um estudo recente provou que comer sardinha reduz mesmo o risco de problemas cardiovasculares. Durante três meses, um grupo de voluntários incluiu na dieta o consumo de três latas de sardinha por semana. Eles não mudaram em mais nada os hábitos do dia a dia.
Depois desses três meses, os exames mostraram que os níveis de triglicerídeos no sangue e de colesterol ruim foram reduzidos. Quer dizer, com a sardinha, o coração ficou muito mais protegido.

“Sobes e desces montanhas no alto mar onde não há uma flor, um abrigo para poderes descansar”,recita José Matias. Enquanto pescam saúde, os portugueses espalham poesia pelo mar. Para batizar os barcos, escolhem a força, a saudade, a esperança.
“Em menino te conheci. Na Nazaré me fiz homem, trabalhei e envelheci”.
A Nazaré que encanta o poeta, já foi o mais importante centro de peregrinação católica de Portugal. Vasco da Gama andou pó lá, antes e depois de descobrir o caminho marítimo para as índias.
Um nobre português fazia uma caçada na região e saiu cavalgando atrás de um animal. Era um dia de nevoeiro e o cavalo saiu em disparada. Quando o caçador percebeu que ia cair em um abismo, só teve tempo de gritar o nome da virgem de Nazaré, e o cavalo parou a um passo do precipício. Por isso o lugar até hoje é chamado de Nazaré.
E é com fé que os homens de Nazaré seguem indo para o mar - cheios de esperança e respeito. As mulheres mantêm os pés em terra firme, tocando a vida com seu trabalho. As joias que elas usam ficam ainda mais bonitas com as lembranças que carregam.
Dona Maria de Jesus se veste de preto todos os dias há 24 anos. Desde que o marido morreu, nunca mais tirou o luto. Respeito, sim. Tristeza, jamais.
Repórter: Aqui em Nazaré tem peixe bom?
Maria de Jesus: Todo bom. Não há peixe como o de Nazaré.
Repórter: Ah, é? É o melhor de Portugal? É o melhor peixe de Portugal é aqui?
Maria de Jesus: E as mulheres também.
Repórter: As mulheres também são as melhores?
Maria de Jesus: Sim, senhor.
Repórter: Por que dona Maria?
Maria de Jesus: Porque sabem fazer tudo.
Repórter: Sabem fazer tudo? A senhora sabe fazer o quê?
Maria de Jesus: Sabem fazer crianças.
Repórter: Sabe tudo mesmo a mulher de Nazaré?
Maria de Jesus: É muito quente!!
Repórter: É muito quente a mulher de Nazaré?
Maria de Jesus: Mais quente que a brasileira!

Não vamos esquecer que nós viemos até aqui por causa da sardinha! E depois da visita, podemos dizer pra todo mundo que provamos a melhor do mundo!

Imagem: GettyImages

domingo, 4 de março de 2012

Batatinhas à Calabresa


Aqui vai a receita de Batatinhas à Calabresa que minha mãe fazia:

1 kg de batatinhas inteiras;
1 cebola média picadinha;
1 dente de alho picadinho;
2 folhas de louro;
1 pacotinho de pimenta calabresa (ou a gosto);
1 copo (de geleia) de vinagre;
1/2 xícara (de chá) de óleo ou azeite;
1 pimenta malagueta esmagada (opcional);
sal a gosto.

Lave bem as batatinhas em água corrente. Leve-as para cozinhar inteiras e com casca em água e sal até que estejam macias. À parte, misture o vinagre com o óleo. Tempere com sal. Junte as folhas de louro, a pimentinha calabresa, a malagueta esmagada, o alho e a cebola. Misture bem. Junte as batatinhas já cozidas, escorridas e ainda mornas e misture novamente.

Bom apetite!

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Salada de penne, rúcula e ricota


Hoje é aniversário de minha sobrinha querida e dia 1º é do meu sobrinho querido, sendo assim, juntamos tudo em um belo almoço comemorativo no qual, um dos pratos foi oferecido por mim para este dia especial. Com o calor que está fazendo neste Rio de Janeiro, optei por mais uma saladinha refrescante.

Salada de penne, rúcula e ricota.

Ingredientes:
- um pacote de 500 gr de penne;
- folhas de rúcula picadas à gosto;
- uma ricota pequena picada em cubinhos (eu usei a que já vem temperada com ervas finas);
- 1 pimentão vermelho picadinho;
- 1 pimentão amarelo picadinho;
- 1 vidro de azeitonas pretas fatiadas;
- azeite

Cozinhar o penne como de costume, água, sal e um fio de azeite por uns 10 minutos, escorrer e colocar azeite e deixar esfriar, mexendo de vez em quando para ficar soltinho. O resto dos ingredientes são todos picados. Quando a massa estiver fria, misturar tudo em uma vasilha, provar o sal e regar tudo com azeite. Deixe na geladeira até a hora de servir.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Espaguete com salsicha

Aqui vai mais uma que as crianças vão se amarrar. Espaguete com salsinha para um almoço divertido.
Corte as salsichas em pedaços e as atravesse com o espaguete cru, claro. Depois coloque para cozinhar em uma panela com água, um pouco de sal e um pouco de azeite. Cozinhe por uns 10 minutos e escorra.
O molho fica de acordo com a preferência da criançada. Uma caixinha de molho de tomate pronto é muito prático e se quiser, acrescente folhinhas de manjericão fresco.
Prático, rápido e divertido.

Fonte: imagem da internet

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Sobremesa com frutas


Seguindo a sugestão de minha amiga Denise Varêda, para sobremesa após os meus quitutes, posto aqui a  foto que me enviou. Uma bela e saborosa sobremesa, além de saudável.

A tangerina, também conhecida como mexerica ou bergamota é uma fruta cítrica e apresenta sais minerais como cálcio, ferro, potássio, magnésio entre outros. Rica em vitaminas A, C e complexo B, auxilia no sistema digestivo e é diurética. Aproveita-se a casca para doces e geleias.

A banana, possui diversas espécies tais como a nanica, prata, banana-maçã e a banana da terra, e são ricas em potássio e fibras além das vitaminas C e A.

O kiwi, é uma fruta de origem chinesa riquíssima em vitamina C além de potássio, cálcio, fósforo e pectina que é uma fibra importante para o controle do colesterol.

Fonte:  http://www.suapesquisa.com/frutas/
Foto: Arranjo de Cristina Sobreira

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Tambaqui

Tambaqui é um peixe amazônico, cuja espécie é das mais estudadas em todo o país nas áreas de nutrição e genética. Dizem que é rico em ômega 3 e ômega 6 que são ácidos graxos poliinsaturados fundamentais para o bom funcionamento do organismo.
Este tambaqui nos foi presenteado por nossos amigos Thomaz e Suzi que o trouxeram diretamente de Manaus.
Como eu nunca tinha preparado um destes, segui pelo habitual: assado.
Como ele estava congelado, dei uma pequena fervura antes de ir para a assadeira e com a água da fervura fiz um delicioso pirão.
Colocado na assadeira, salpiquei cheiro verde, um sachet destes temperos prontos levemente picante, azeite, e azeitonas pretas. Para acompanhar coloquei batatas cozidas com casca. Deixei uns 40 min em forno alto.
Para completar o almoço, um arroz branco, o pirão feito com a água do peixe, farinha de mandioca e uma pitada de pimenta calabreza e uma saladinha de alface com agrião.
Como diz Lourdinha Normando, uma grande amiga, "é de comer rezando!!!" Estão servidos?

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Curry



Gosto muito de usar curry, principalmente no frango, pois ele mistura o picante com adocicado. Também gosto dele no arroz (uma colher de café no preparo do arroz fica uma delicia).
Dizem que é feito com a mistura de vários temperos como: cravo, canela em rama, cardamomo, cominho, erva-doce, feno-grego, noz-moscada, pimentas preta, vermelha e dedo-de-moça, sementes de papoula, gergelim, tamarindo, coentro em grãos e cúrcuma, este último dá a cor amarela. 
Também é muito usado em carnes, peixes e assados em geral.
Agora, o mais interessante é que dizem que ele reduz mutações celulares que provocam câncer, além de evitar doenças da gengiva e inflamações no intestino.
Saboroso e saudável. Tudo de bom!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Saladinha para o verão

No verão, normalmente escaldante, cai muito bem uma saladinha leve e refrescante. Eu gosto muito da alface americana, é um pouco mais cara mas é crocante e vale a pena. Dizem que ela é rica em vitaminas A e C, além de cálcio, fósforo e ferro. Além da alface americana, acrescentei rúcula, que já era usada nos pratos dos romanos e gregos antigos, e é rica em proteínas, magnésio, potássio e fibras.
Nesta salada usei as folhas de alface americana e rúcula, fatias de tomate, cebola em pickles, rodelinhas de alho poró e cheiro verde, tudo regado com azeite.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Sobre o orégano


O que seria da pizza sem o orégano? Aquele aroma inconfundível. Um tempero comum que apresenta muitos benefícios  e propriedades medicinais como antioxidante para evitar o envelhecimento precoce, antibactericida, antiinflamatório, antidiabético e usado também para conservar os alimentos.
Dizem que o nome vem do grego e significa "alegria da montanha" pois para eles, tinha o poder mágico de trazer felicidade, e é conhecido como orégão em Portugal.
Além das pizzas, fica muito bom em saladas, em molhos de tomate, no arroz e em sopas.  

Imagem: GettyImages